O que Ellen White Escreveu sobre a Vida Familiar no Céu? Parte II

Daniel Oscar Plenc
Diretor do Centro White da Argentina
Tradução – Cristiane Perassol Sartorti

Não é possível agregar muito as palavras de Jesus, mas podemos confiar na capacidade divina de prover o melhor para nossa felicidade eterna. O Senhor disse: “Pois, quando ressuscitarem de entre os mortos, nem casarão, nem se darão em casamento; porém, são como os anjos nos céus” (Marcos 12: 25).

Um capítulo titulado Especulações Acerca da Vida Futura é especialmente revelador:

“Homens há hoje que expressam a crença de que haverá casamentos e nascimentos na Nova Terra; os que creem nas Escrituras, porém, não podem admitir tais doutrinas. A doutrina de que nascerão filhos na Nova Terra não constitui parte da “firme palavra da profecia”. (II Ped. 1:19.) As palavras de Cristo são demasiado claras para serem malcompreendidas. Elas esclarecem de uma vez por todas a questão dos casamentos e nascimentos na Nova Terra. Nenhum dos que forem despertados da morte, nem dos que forem trasladados sem ver a morte, casará ou será dado em casamento. Eles serão como os anjos de Deus, membros da família real.

Gostaria de dizer aos que defendem pontos de vista contrários a esta clara afirmação de Cristo: Sobre este assunto, o silêncio é eloquência. É presunção condescender com suposições e teorias a respeito a assuntos que Deus não tornou claros para nós em Sua Palavra. Não precisamos entrar em especulação quanto ao nosso estado futuro…

O Senhor tomou todas as providências para nossa felicidade na vida futura. Todavia, Ele não fez nenhuma revelação quanto a estes planos, e não devemos cogitar a respeito deles. Nem devemos medir as condições da vida futura pelas condições desta vida” (A Fé Pela Qual Eu Vivo, p. 366).

“As coisas reveladas são para nós e nossos filhos, mas não devemos permitir que nossa imaginação fabrique doutrinas concernentes a coisas não reveladas” (Medicina e Salvação, p. 100).

“Não haverá tristeza na cidade de Deus. Nenhum véu de infortúnio, nenhuma lamentação de esperanças frustradas e afeições sepultadas serão jamais ouvidas… Aqueles cuja vida esteve escondida com Cristo, os que na Terra combateram o bom combate da fé, resplandecerão com a glória do Redentor no reino de Deus…” (Testemunhos para a Igreja, p. 287).


PDF: O que Ellen White Escreveu sobre a Vida Familiar no Céu? Parte II