Declaração sobre o Adventismo e o Ano 2000

Nós, os adventistas do sétimo dia, fundamentamos nossa esperança na vida, morte e ressurreição de Cristo e com alegria esperamos a consumação dessa esperança com o breve retorno de Jesus. Fundamentamos nossa fé nos ensinamentos das Escrituras e cremos que o transcorrer do tempo é significativo, visto que ele nos aproxima do evento mais maravilhoso, jamais presenciado por olhos humanos. No entanto, embora esperemos ansiosamente pelo retorno visível de Cristo, não fazemos especulações quanto ao momento histórico exato quando isso ocorrerá, pois Jesus nos disse: “Não vos compete conhecer tempos ou épocas que o Pai reservou para sua exclusiva autoridade.” (Atos 1:7).

Por conseguinte, como adventistas, não atribuímos qualquer significado religioso ao término de um milênio nem ao início de um novo. O ano 2000 não tem significado profético específico; não é mencionado na Bíblia e deve ser rejeitada qualquer especulação relacionada com seu significado religioso. No entanto, sabemos que a cada ano que passa estamos mais perto do retorno de Nosso Senhor.

Compreendemos que o transcurso de um milênio para outro exerce um impacto emocional significativo nos seres humanos. Nenhum dos que estamos vivos experimentamos um evento tal. Muitos estão cheios de preocupações, expectativas e mesmo temor à medida em que nos aproximamos do ano 2000. Embora muitas pessoas estejam apreensivas diante da desordem na natureza e na sociedade, nosso Senhor disse: “Não se turbe o vosso coração…” (João 14:1). Assim, como adventistas do sétimo dia, compartilhamos da esperança de um futuro glorioso que se tornará realidade no momento designado por Deus.