As pessoas mudaram as palavras de nossas Bíblias?

 

          Qual é o significado de “homens doutos” mudando “as palavras” no trecho citado abaixo.  Seria uma menção a comentários ou a outras versões da Bíblia?

          Vi que Deus havia de uma maneira especial guardado a Bíblia, ainda quando da mesma existiam poucos exemplares; e homens doutos nalguns casos mudaram as palavras, achando que a estavam tornando mais compreensível, quando na realidade estavam mistificando aquilo que era claro, fazendo-a apoiar suas estabelecidas opiniões, que eram determinadas pela tradição. Vi, porém, que a Palavra de Deus, como um todo, é uma cadeia perfeita, prendendo-se uma parte à outra, e explicando-se mutuamente. Os verdadeiros inquiridores da verdade não devem errar; pois não somente é a Palavra de Deus clara e simples ao explanar o caminho da vida, mas o Espírito Santo é dado como guia na compreensão do caminho da vida ali revelado. (Primeiros Escritos, p. 220, 221)

Quando a Sra. White escreveu sobre “homens doutos” terem “nalguns casos [mudando] as palavras, achando que a estavam tornando mais compreensível”, ela não estava pensando nas traduções mais novas das Escrituras nem nos comentários. Em vez disso, ela estava referindo-se à época quando as únicas cópias existentes da Bíblia eram feitas manualmente. Portando, eram poucas, comparadas às que temos hoje.

A Sra. White estava comentando sobre a tendência de alguns escribas de fazer, durante o processo da cópia, o texto dizer o que “deveria” dizer – para “esclarecer” significados que eram obscuros ou problemáticos para eles, moldando o texto de acordo com o que criam. Todavia, ela expressou sua confiança em nossa habilidade de encontrar a verdade nas Escrituras comparando uma parte com outra, de modo que ninguém precisasse ficar desorientado.

Em Mensagens escolhidas, v. 1, p. 16, a Sra. White fez um comentário que se assemelha à passagem que você citou.

“Alguns nos olham seriamente e dizem: ‘Não acha que deve ter havido algum erro nos copistas ou da parte dos tradutores?’ Tudo isso é provável, e a mente que for tão estreita que hesite e tropece nessa possibilidade ou probabilidade, estaria igualmente pronta a tropeçar nos mistérios da Palavra Inspirada, porque sua mente fraca não pode ver através dos desígnios de Deus. Sim, com a mesma facilidade tropeçariam em fatos simples que a mente comum aceita e em que discerne o Divino, e para quem as declarações de Deus são simples e belas, cheias de essência e riqueza. Mesmo todos os erros não causarão dificuldade a uma alma, nem farão tropeçar os pés de alguém que não fabrique dificuldades da mais simples verdade revelada.”

Apesar de ter reconhecido que problemas como esses podem ter ocorrido, ela tinha uma confiança ilimitada na Bíblia. Ela continuou (p17,18):

Tomo a Bíblia tal como ela é, como a Palavra Inspirada. Creio nas declarações de uma Bíblia inteira. Levantam-se homens que julgam ter alguma coisa a criticar na Palavra de Deus. Eles a expõem diante de outros como prova de superior sabedoria. Esses homens são muitos deles, inteligentes, instruídos, possuem eloquência e talento, homens cuja vida toda é desassossegar espíritos quanto à inspiração das Escrituras. Influenciam muitos a ver segundo eles próprios veem. E a mesma obra é transmitida de um para outro, da mesma maneira que Satanás designou que fosse, até que possamos ver plenamente o sentido das palavras de Cristo: “Quando, porém vier o Filho do homem, porventura achará fé na Terra?” Lucas 18:8.  [...]

Irmãos apeguem-se à Bíblia, tal como ela reza, parai com vossas críticas relativamente a sua validade, e obedecei à Palavra, e nenhum de vós se perderá. [...]

Simplicidade e enunciação clara são compreendidas pelo iletrado, o camponês e a criança, da mesma maneira que pelo homem já desenvolvido ou o gigante no intelecto. Caso a pessoa seja possuidora de grandes talentos de faculdades mentais, encontrará na Palavra de Deus tesouros de verdade, belos e valiosos, de que se pode apoderar. Encontrará também dificuldades, e segredos e maravilhas que lhe proporcionarão a mais alta satisfação no estudar por longo tempo através da vida, e resta ainda um infinito para além.

Quanto às traduções modernas e comentários, a própria Sra. White os utilizava. Você encontrará várias citações extraídas de outras versões bíblicas, além da King James Version, em muitos de seus trabalhos mais recentes, quando aquelas versões estavam disponíveis. Ocasionalmente, ela também consultava comentários bíblicos.

 

 

 

FAGAL, William. 101 perguntas sobre Ellen White e seus escritos. Tatuí, SP : Casa Publicadora Brasileira, 2013


PDF: As pessoas mudaram as palavras de nossas Bíblias?