A INSPIRAÇÃO E AUTORIDADE DOS ESCRITOS DE ELLEN G. WHITE 

Uma declaração do entendimento atual

Na declaração de crenças fundamentais votada pela Associação Geral da Igreja Adventista do Sétimo Dia em Dallas, em abril de 1980, o preâmbulo diz: “Adventistas do Sétimo Dia aceitam a Bíblia como seu único credo e têm certas crenças fundamentais como os ensinos das Sagradas Escrituras.” O primeiro parágrafo reflete o entendimento da igreja a respeito de inspiração e autoridade das Escrituras, enquanto que o capítulo 17 reflete o entendimento da igreja quanto à inspiração e autoridade dos escritos de Ellen White em relação às Escrituras. Esses parágrafos são os que se seguem:

 As Escrituras Sagradas

“As Escrituras Sagradas, o Antigo e Novo Testamentos, são a Palavra de Deus escrita, dada por inspiração divina, através de santos homens de Deus que falaram e escreveram ao serem movidos pelo Espírito Santo. Nesta Palavra, Deus transmitiu ao homem o conhecimento necessário para a salvação. As Escrituras Sagradas são a infalível revelação de Sua vontade. Constituem o padrão do caráter, a prova da experiência, o autorizado revelador de doutrinas e o registro fidedigno dos atos de Deus na História. (II Pedro 1:20 e 21; II Tim. 3:16 e 17; Sal. 119:105; Prov. 30:5 e 6; Isa. 8:20; João 17:17; I Tess. 2:13; Heb. 4:12.)”

O dom de Profecia

“Um dos dons do Espírito Santo é a profecia. Esse dom é um sinal identificador da Igreja remanescente, e foi manifestado no ministério de Ellen G. White. Como a mensageira do Senhor, seus escritos são uma contínua e autorizada fonte de verdade que proporciona conforto, orientação, instrução e correção à Igreja. Eles também tornam claro que a Bíblia é a norma pela qual deve ser provado todo ensino e experiência. (Joel 2:28 e 29; Atos 2:14-21; Heb. 1:1-3; Apoc. 12:17; 19:10.)”

As seguintes afirmações e negações falam às questões que tem sido levantadas a respeito da inspiração e autoridade dos escritos de Ellen White e sua relação com a Bíblia. Estas clarificações devem ser tomadas como um todo. Elas são uma tentativa de expressar o entendimento atual dos Adventistas do Sétimo Dia e não devem ser tomadas como um substituto para as duas declarações doutrinais citadas acima.

Afirmações

1. Nós cremos que as Escrituras são a Palavra de Deus revelada e é inspirada pelo Espírito Santo.

2. Nós cremos que o cânon das Escrituras é composto somente pelos 66 livros do Antigo e Novo Testamentos.

3. Nós cremos que as Escrituras são a fundação da fé e autoridade final em todas as questões de doutrina e prática.

4. Nós cremos que as Escrituras são a Palavra de Deus em linguagem humana.

5. Nós cremos que as Escrituras ensinam que o dom de profecia será manifestado na igreja Cristã depois dos tempos do Novo Testamento.

6. Nós cremos que o ministério e escritos de Ellen White foram uma manifestação do dom de profecia.

7. Nós cremos que Ellen White foi inspirada pelo Espírito Santo e que seus escritos, um produto dessa inspiração, são aplicáveis e autoritativos, especialmente aos Adventistas do Sétimo Dia.

8. Nós cremos que o propósito dos escritos de Ellen White inclui direção no entendimento dos ensinos das Escrituras e aplicação desses ensinos, com urgência profética, à vida espiritual e moral.

9. Nós cremos que a aceitação do dom profético de Ellen White é importante para o nutrimento e a unidade da Igreja Adventista do Sétimo Dia.

10. Nós cremos que o uso de fontes literárias de Ellen White e seus assistentes encontram paralelos em alguns escritos da Bíblia.

Negações

1. Nós não cremos que a qualidade ou nível de inspiração nos escritos de Ellen White são diferentes daqueles encontrados nas Escrituras.

2. Nós não cremos que os escritos de Ellen White são um acréscimo ao cânon das Sagradas Escrituras.

3. Nós não cremos que os escritos de Ellen White funcionam como a base e autoridade final da fé cristão como são as Escrituras.

4. Nós não cremos que os escritos de Ellen White podem ser usados como base de doutrina.

5. Nós não cremos que o estudo dos escritos de Ellen White pode ser usado para substituir o estudo das Escrituras.

6. Nós não cremos que as Escrituras podem ser compreendidas somente pelos escritos de Ellen White.

7. Nós não cremos que os escritos de Ellen White esvaziam o significado das Escrituras.

8. Nós não cremos que os escritos de Ellen White são essenciais para a proclamação das verdades das Escrituras para a sociedade.

9. Nós não cremos que os escritos de Ellen White são produto de mera piedade Cristã.

10. Nós não cremos que o uso de fontes literárias por Ellen White e seus assistentes negam a inspiração de seus escritos.

Nós concluímos, portanto, que um correto entendimento da inspiração e autoridade dos escritos de Ellen White evita dois extremos: (1) considerar esses escritos em nível canônico idêntico às Escrituras, ou (2) considerá-los como literatura cristã comum.


PDF: A inspiração e autoridade dos escritos de EGW