Histórico dos Minicentros White

Vários fatores contribuíram para a necessidade de se criar uma Rede de Minicentros Ellen G. White do Brasil, coordenado pelo Centro de Pesquisas Ellen G. White do Brasil. De especial relevância destacamos as tentativas anteriores (1) desse Centro de Pesquisas de difundir a sua influência, mais efetivamente, para as igrejas locais e instituições educacionais deste país; e (2) do Departamento de Educação da Divisão Sul-Americana de estabelecer um Minicentro Ellen G. White e um Minicentro da História da IASD em cada escola adventista brasileira.

O Centro de Pesquisas Ellen G. White, criado como um Centro de Estudos Ellen G. White em 1979, foi oficialmente reconhecido como um Centro de Pesquisas em 1987, pelo Ellen G. White Estate. Desde então, este Centro tem influenciado positivamente a Igreja Adventista do Sétimo Dia (IASD) no Brasil em (1) traduções e publicações em português de vários documentos do White Estate; (2) responder a questões relacionadas à Ellen White e à IASD em geral; e (3) realizar seminários sobre Orientação Profética em igrejas locais e instituições. Desde o seu reconhecimento oficial, o Centro de Pesquisas Ellen G. White procurou ampliar a sua influência em âmbito nacional.

Por sua vez, no início da década de 1990, o Pr. Roberto Azevedo, diretor do Departamento de Educação da Divisão Sul-Americana começou a promover o estabelecimento de um Minicentro Ellen White, um Minicentro de Criacionismo e um Minicentro da História da IASD na biblioteca de cada escola adventista da América do Sul. Essa decisão foi tomada após ele constatar, em suas visitas a escolas, que na maioria das bibliotecas os livros relacionados à Ellen White, Criacionismo e História da IASD estavam dispersos entre os demais livros religiosos. Assim, na avaliação das bibliotecas das escolas adventistas, a existência de um Minicentro White e um Minicentro de História da IASD era levada em consideração para a contagem final dos pontos.

Com o propósito de cadastrar e organizar os Minicentros já existentes nas escolas adventistas brasileiras, bem como de expandir o projeto para outras escolas e igrejas a nível nacional, o Centro de Pesquisas Ellen G. White do Brasil preparou, no primeiro semestre de 2000, um projeto específico para o estabelecimento de uma “Rede de Minicentros Ellen G. White no Brasil”. Em junho do mesmo ano, o projeto foi apresentado pelo Dr. Alberto R. Timm, ex-diretor do Centro de Pesquisas Ellen G. White do Brasil, aos líderes do Ellen G. White Estate e aos diretores dos demais Centros de Pesquisas do campo mundial, reunidos na sede da Associação Geral, em Silver Spring, Maryland. Entusiasmados com a idéia da implantação de Minicentros Ellen G. White, o grupo decidiu que o plano deveria se transformar em um projeto de âmbito mundial.

No Concílio Anual da Divisão Sul-Americana, realizado em Foz do Iguaçu, PR, em novembro de 2000, o projeto foi oficialmente aprovado para ser implementado não apenas no Brasil, mas também nos demais países da Divisão Sul-Americana. A fim de tornar o plano mais conhecido e incentivar a sua implantação, a Revista Adventista brasileira publicou, em dezembro de 2000, as normas e diretrizes que regem o projeto (ver Alberto R. Timm, “Minicentros White no Brasil”, Revista Adventista [Brasil], dezembro de 2000, pp. 12-14).


Cremos que a implantação dos Minicentros Ellen G. White, nas igrejas e escolas do Brasil, fortalecerá significativamente a fé e o conhecimento da Palavra de Deus dos membros das congregações locais e dos professores e alunos das instituições educacionais.

A abertura de Minicentros Ellen G. White certamente beneficiará a IASD no Brasil de várias formas. Sob fortes influências do existencialismo, do pluralismo e do ecumenismo, muitos membros estão perdendo sua identidade adventista. Esses Minicentros proverão a oportunidade para que os membros da Igreja fortaleçam sua fé e seu conhecimento da Palavra de Deus.

Este é um tempo em que os membros de nossas igrejas estão sendo fortemente sacudidos pelos ventos de falsas doutrinas (Efésios 4:14) e pelas tempestades de todo tipo de críticas à Igreja. Tais desafios aumentarão cada vez mais à medida que nos aproximarmos do fim deste mundo. O estabelecimento de um Minicentro Ellen G. White ajudará os membros de nossas igrejas a melhor se prepararem para enfrentarem essas dificuldades, e para responderam de forma mais convincente àqueles que indagarem sobre a razão de sua fé e esperança (I Pedro 3:15).