Mensagem de Paz a Todas as Pessoas de Boa Vontade

Nosso mundo é um mundo de tensão internacional, exploração habitual, caos econômico, terrorismo frequente e repetidos apelos às armas. Estas hostilidades e incertezas põem em perigo a paz e a civilização deste planeta. Criam obstáculos no caminho do testemunho cristão ao longo das fronteiras e tendem a inibir o evangelismo. Podem fazer com que sejam colocadas restrições sobre a liberdade religiosa.

Quando confrontando com este mundo tempestuoso e confuso, a consciência adventista é despertada. Os delegados à 53.ª sessão de Associação Geral convidam o povo de Deus de todos os países a orar fervorosamente pela paz mundial e a retenção dos ventos da contenda e da guerra. Os adventistas, por preceito e exemplo, devem resistir e trabalhar pela paz e boa vontade entre os homens – e destarte serem conhecidos como pacificadores e construtores de pontes.

Apelamos a todos os adventistas do sétimo dia e a outras pessoas de boa vontade, visto que nelas existe, que ajudem a criar atmosferas de cooperação e fraternidade, levando a mudanças entre diferentes culturas e sistemas ideológicos e melhor compreensão entre os homens de todas as raças, credos e convicções políticas.

Tendo em vista a brevidade do tempo e as incontáveis oportunidades abertas ao povo de Deus para testemunho e avanço do Evangelho, conquanto ainda prevaleça uma situação pré-apocalíptica, pedimos urgentemente a todos os filhos de Deus que participem no combinado programa evangelístico lançado em todos os continentes e guiado “por Seu Espírito”.


Esta declaração foi adotada pela sessão da Associação Geral em Dallas, Texas, em abril de 1980.