Declaração Concernente ao Fumo e à Ética

O fumo é a maior causa evitável de morte no mundo. É um conceito ético universal de que a prevenção é melhor do que a cura. No que concerne ao fumo, muitos países se defrontam com um paradoxo ético: conquanto muitas décadas de pesquisa tenham provido incontestável evidência dos danos causados à saúde pelo cigarro, a indústria do fumo ainda floresce, frequentemente com apoio tácito ou aberto do governo. A ética do fumo torna-se ainda mais séria  pelas alarmantes revelações acerca dos óbitos e riscos à saúde causados pelo fumo de segunda mão.

Uma questão séria de ética internacional é a exportação de cigarros para os países em desenvolvimento, principalmente cigarros com mais elevados teores de elementos letais do que o admissível em qualquer outro lugar.

Por mais de um século a Igreja Adventista do Sétimo Dia tem advertido seus jovens e o público em geral quanto à natureza viciante e destruidora da saúde que é própria do cigarro. Os cigarros constituem um risco mundial à saúde por causa da combinação do hábito associado à ganância econômica da indústria do fumo e dos segmentos da comunidade de mercado. Os adventistas do sétimo dia creem que a ética da prevenção requer planos públicos de ação que reduzam o fumo, tais como:

1. Interdição uniforme de toda a propaganda do fumo.

2. Regulamentos protegendo as crianças e os jovens que estão sendo alvo da indústria do fumo.

3. Leis mais estritas proibindo o fumo em lugares públicos.

4. Uso mais agressivo e sistemático da mídia a fim de educar os jovens quanto aos riscos do fumo.

  1. Impostos substancialmente mais altos sobre cigarros.

6. Regulamentos exigindo que a indústria do fumo pague pelos custos à saúde associados ao uso de seus produtos.

Programas de ação como estes salvariam milhões de vidas por ano.


Esta declaração foi aprovada e votada pela Comissão Administrativa da Associação Geral dos Adventistas do Sétimo Dia (ADCOM) para ser liberada pelo gabinete do presidente Robert S. Folkenberg, na sessão do Concílio Anual em São José, Costa Rica, de 1.º a 10 de outubro de 1996.